Girando e Gritando

Eu posso te ver
daqui onde estou
O mar, oceano dessa
era
Te derrubou, ao
chão te jogou
 
E agora de joelhos
Posso ver você
suplicar
Mas não estou a fim
de te ajudar
 
Por que não
acreditou?
O que foi que eu
disse?
Mas você é
inconstante!
 
Fica girando,
gritando
Sobe nas mesas
E depois vai
recuando
 
Agora você colhe o
que plantou
A sua infantilidade
te golpeou
E agora eu te vejo
recuando
 
Mas não se preocupe
O que sobrar de
você
Eu guardarei
 
Nas minhas memórias
Eu vou me lembrar
de você
E de como não cair!
fazcoms!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s