Beijo

Hoje eu acordei pensando em você

Não entendo o por quê

 

Com o passar do tempo

Você somente cresce no pensamento

 

A distância é um suplício

Ela traz a saudade, e esta a tristeza,

E a tristeza me infringe o sono

 

Como seria feliz se pudesse contemplar

Sua venustidade muitas vezes mais

 

Tenho-te fome e sede

Quero-te,  desejo-te

 

Seus lábios vermelhos

Inflamam-me a cobiça

 

Se sua pessoa se pusesse às minhas vistas

Não hesitaria em agarrar-te, segurar-te

 

Acariciar-te, afagar sua face

Sentir seus cabelos entre meus dedos

 

Com ferocidade

Consumaria meu anelo

 

Ao final de um suspiro

Beijar-te-ia!

 

Com prazer sentiria o calor dos teus lábios

A sua língua como chama

 

Suas mãos percorrendo meu corpo

Minha nuca, meu abdome

 

De alto a baixo deslizaria minhas mãos

Na curva perfeita das suas costas

 

Veria seu pescoço arrepiado

Ouviria sua voz afegante

Deixaria-me levar pelo ar quente do seu hálito…

 

Não preciso entrar em mas detalhes.

 

fazcoms!

Anúncios

Uma resposta em “Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s